As tatuagens e os elementos de transição

 

As tatuagens

 
Os elementos da família B são denominados elementos de transição, e é a partir deles que surgem as tatuagens. Os elementos de transição possuem a propriedade de formar compostos coloridos, por isso são empregados para muitos fins.
A técnica utilizada nas tatuagens permanentes consiste em introduzir na derme com o auxilio de agulhas, pigmentos que ficam retidos nas células da pele. Os pigmentos mais comuns e suas cores especificas estão relacionados a seguir:

Óxido de Titânio ———- Branco
Óxido de Ferro ———- Castanho, Rosa e Amarelo
Sais de Crômio ———- Verde
Sais de Cádmio ———- Amarelo ou Vermelho
Sais de Cobalto ———- Azul
Sulfeto de mercúrio —— Preto

As tatuagens temporárias são conhecidas como tatuagens de Henna, este nome provém da planta da qual é retirada a pigmentação: a Henna lausonia inermes. Essa planta é originária da Índia e países do Oriente Médio, sua coloração natural é marrom ou ferrugem e não possui efeito tóxico. O risco está na adição de carbono e de substâncias contendo chumbo e mercúrio para obtenção da cor preta.
Postar um comentário